SONY RECORRE AO BLOCKCHAIN PARA O GERENCIAMENTO DE DIREITOS AUTORAIS

SONY RECORRE AO BLOCKCHAIN PARA O GERENCIAMENTO DE DIREITOS AUTORAIS

O conglomerado japonês Sony desenvolveu um software baseado em blockchain para controlar e lidar com os direitos de propriedade intelectual numa tentativa de resolver problemas de autenticação nesse campo. O novo sistema atualmente se concentra em obras escritas, porém suas aplicações mais amplas visam todos os setores relacionados, incluindo filmes, música e e-books, conforme relatou a empresa nesta segunda, 15.

A solução de tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) atualiza o software educacional anterior da Sony para autenticação e controle de problemas de direitos autorais. O novo sistema utiliza blockchain por causa de sua capacidade de trazer transparência. O DLT, a tecnologia por trás das criptomoedas como o Bitcoin (BTC), pode rastrear todos os dados e impossibilitar a troca de informações anteriores.

 

“Hoje, os avanços nas tecnologias de criação de conteúdo digital permitem que qualquer pessoa transmita e compartilhe conteúdo, mas o gerenciamento de direitos desse conteúdo ainda é realizado convencionalmente pelas organizações do setor ou pelos próprios criadores, exigindo uma maneira mais eficiente de administrar e demonstrar a propriedade de informações relacionadas a direitos autorais para trabalhos escritos", explicou a Sony em seu comunicado à imprensa.

 

Desta forma, os usuários do software DLT de direitos autorais da Sony poderão verificar e compartilhar a data exata em que determinado autor criou um trabalho, evitando assim a violação de direitos autorais. A empresa também usará o novo sistema blockchain em iniciativas de treinamento, já que sua divisão educacional global é um dos dois principais participantes do projeto, juntamente com a Sony Music Entertainment Japan (SMEJ). O último é uma estrutura independente da Sony Music Entertainment, uma das três grandes editoras do mundo e uma subsidiária dos EUA do grupo sediado em Tóquio.

 

“Além disso, o sistema se presta ao gerenciamento de direitos de vários tipos de conteúdo digital, incluindo livros didáticos eletrônicos e outros conteúdos educacionais, música, filmes, conteúdo de RV e e-books. Como tal, a Sony está contemplando possíveis usos em uma ampla gama de campos ”, acrescentou a empresa.

 

A Sony e seus rivais são muito ativos em explorar blockchain em uma tentativa de se tornar mais competitiva, cortar custos operacionais e diversificar as fontes de receita na era digital.