PROPOSTA PARA PROIBIR MINERAÇÃO DE CRIPTOMOEDAS É APRESENTADA NA CHINA

PROPOSTA PARA PROIBIR MINERAÇÃO DE CRIPTOMOEDAS É APRESENTADA NA CHINA

Reguladores na China estão considerando proibir a mineração com criptomoedas por considerar o processo como uma atividade econômica "indesejável", de acordo com um documento do governo divulgado ontem, 8.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (NDRC, na sigla em inglês) publicou um novo registro que inclui uma proposta para proibir a exploração mineira de criptomoedas como Bitcoin, tendo em conta a crescente opinião de que esta atividade é um desperdício de recursos valiosos.

A proposta está disponível para comentários públicos até o dia 7 de maio.

Os criptoativos como o Bitcoin são extraídos usando computadores especializados que consomem uma enorme quantidade de energia. Esse consumo de energia agora rivaliza com a quantidade usada por países inteiros para operações "normais" e está causando danos significativos ao planeta. Como observa o South China Morning Post, regiões da China que dependem de carvão como Xinjiang e Mongólia Interior tornaram-se destinos populares para criptógrafos que buscam eletricidade barata.

Estima-se que até 74% da mineração global esteja acontecendo no país asiático, onde a maior quantidade de carbono também é queimada. De acordo com um relatório recente da Nature Sustainability, a mineração de criptomoedas emite entre 3 e 15 milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano em todo o mundo.

CHINA CONTRA AS CRIPTOMEDAS

A proposta da China de proibir a mineração é parte de um impulso maior contra as criptomoedas no país nos últimos anos. O Banco Popular da China proibiu as ofertas iniciais de moedas (ICOs) em setembro de 2017, mas os entusiastas dizem que é fácil contornar essa proibição.

No entanto, seria muito mais difícil "driblar" a proibição total de moedas digitais no país, uma vez que o consumo de energia por si só tende a revelar a localização dos computadores necessários para que isso ocorra.

Um dos primeiros mitos que surgiram em torno das criptomoedas é que o dinheiro digital como o Bitcoin não depende da sociedade em geral para operar, mas isso não é realmente verdade.

O Bitcoin e outras criptomoedas dependem de infra-estrutura moderna e energia barata para permanecer nos negócios e, quando os governos começam a reprimi-los, tornam-se menos atraentes para as instituições financeiras e para os consumidores.