"O ETF DO BITCOIN É INEVITÁVEL", DIZ COMISSÁRIO DA SEC

"O ETF DO BITCOIN É INEVITÁVEL", DIZ COMISSÁRIO DA SEC

O comissário da SEC, Robert J. Jackson Jr., único democrata da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, declarou esperar que a apresentação do ETF do Bitcoin seja cumprida de acordo com todos os padrões estabelecidos pela agência. Seu depoimento foi oferecido numa entrevista para a editora privada Congressional Quarterly.

Ele disse acreditar que é inevitável que um ETF do Bitcoin seja aprovado pelo órgão. Até o momento, a Comissão rejeitou todos as solicitações anteriores de fundos para tal lançamento.

Em alguns trechos da entrevista, Jackson explica:

 

"Eventualmente, acredito que alguém irá atender aos padrões que estabelecemos lá? Espero que sim, e acho que sim. A obtenção do selo de aprovação para os mercados de capitais mais líquidos e profundos do mundo é difícil e deveria ser. Uma vez que disponibilizamos as 'mães e os investidores pop' todos os dias, corremos o risco de os norte-americanos se lastimarem".

 

SOBRE O ETF DO BITCOIN DOS GÊMEOS WINKLEVOSS

Os comentários de Jackson são, em muitos aspectos, indicativos do argumento sistematicamente apresentado pela Comissão contra os ETFs do Bitcoin. No passado, a SEC já havia levantado questões relacionadas à liquidez, custódia e manipulação de mercado.

Enfatizando esses pontos, o comissário da SEC mencionou que o ETF do Bitcoin dos gêmeos Winklevoss foi rejeitado em julho de 2018. De acordo com Jackson, a decisão de negar o pedido foi devido à incapacidade da empresa de atender aos padrões do órgão para evitar fraude e manipulação de mercado:

"O caso que tivemos no ano passado com a confiança de Winklevoss, na minha opinião, não foi difícil. Portanto, havia uma situação em que o risco de manipulação e de pessoas prejudicadas era enorme. Os problemas de liquidez no mercado eram muito sérios", comentou.

Nessa altura, os comissários votaram 3-1 contra o ETF Winklevoss com o único voto "sim" de Hester Peirce. Segundo Peirce, a SEC errou ao rejeitar o ETF e disse que a Comissão não interpretou corretamente suas próprias leis.

SITUAÇÃO ATUAL

Enquanto isso, a busca por um ETF do Bitcoin aprovado pela SEC continua. No início deste ano, a Bitwise entrou com outro pedido depois de ter sido rejeitada pela SEC em 2018. Depois de inicialmente retirar a proposta do ETF da VanEck SolidX BTC, a Cboe reenviou o pedido, como noticiado aqui pelo BTC Brasil.

Os gêmeos Winklevoss também disseram que continuarão buscando a aprovação de seu ETF do Bitcoin, particularmente depois que a Gemini se tornar a primeira a passar no exame SOC-2.