NOVO PRESIDENTE DO BACEN APROVADO PELO SENADO É FAVORÁVEL À BLOCKCHAIN E CRIPTOMOEDAS

NOVO PRESIDENTE DO BACEN APROVADO PELO SENADO É FAVORÁVEL À BLOCKCHAIN E CRIPTOMOEDAS

Com um total de 55 votos - sendo seis contrários e uma abstenção - a indicação de Roberto Campos Neto como novo presidente do Banco Central do Brasil (Bacen) foi aprovada pelo Senado nesta terça, 26. Essa notícia acaba estimulando ânimo em relação à um novo contexto para o mercado brasileiro de criptografia e blockchain, pois o economista já demonstrou seu posicionamento favorável à ambos numa carta já enviada ao órgão, conforme noticiado aqui no BTC Brasil.

 

“Tenho estudado e me dedicado intensamente ao desenho de como será o sistema financeiro do futuro. Participei de estudos sobre blockchain e ativos digitais. Uma das contribuições que espero trazer para o Banco Central é preparar a instituição para o mercado futuro, em que as tecnologias avançam de forma exponencial, gerando transformações mais aceleradas”, afirmou.

 

Anteriormente, Campos Neto trabalhou no Santander, onde era encarregado pela tesouraria de toda a América Latina. Ele inclusive afirmou que esta função lhe trouxe bastante experiência na área, possibilitando o desenvolvimento de um projeto global de inovação tecnológica que resultou na criação de um banco digital, chamado SuperDigital.

Durante a sessão, outros dois nomes também receberam o aval do Senado: Bruno Serra Fernandes para comandar a Diretoria de Política Monetária, e João Manoel Pinho de Mello, que irá assumir a Diretoria de Organização do Sistema Financeiro.

Nesse sentido, há mais um aspecto animador para os entusiastas de criptografia e tecnologia descentralizada no Brasil: Este último aprovado pelo Senado também ressaltou no decorrer de sua audiência a relevância da blockchain, comentando que a cadeia de blocos, a identidade digital, os pagamentos instantâneos, a inteligência artificial e o open banking "estão alterando os modelos de negócios e os serviços financeiros".