LEDGER ANUNCIOU O NANO X, DISPOSITIVO QUE POSSIBILITA O USO DE CARTEIRA VIA BLUETOOTH

LEDGER ANUNCIOU O NANO X, DISPOSITIVO QUE POSSIBILITA O USO DE CARTEIRA VIA BLUETOOTH

A empresa de carteiras de criptografia Ledger revelou seu novo dispositivo Nano X com Bluetooth ontem, 6, durante a Consumer Electronics Show (CES), evento anual realizado em Las Vegas.

Por ter bluetooth, o novo produto pode facilmente ser utilizado com dispositivos móveis, o que havia sido um problema para muitos usuários da carteira atual da empresa, o Ledger S. Grande parte do mundo usa principalmente os sistemas móveis, deixando notebooks ou desktops para uso secundário.

 

"O fato de termos um aplicativo para dispositivos móveis e trabalhar com o Nano X é realmente a grande evolução do hardware para essa linha. Ao conectar o Nano X via Bluetooth, é possível ter a segurança do Ledger porém com o formato do celular", declarou Eric Larchevêque, CEO da Ledger.

 

Os dispositivos Ledger armazenam chaves, mas é necessário um aplicativo externo em um dispositivo de computação para gravar e enviar transações.

 

E O PREÇO?

Na entrevista, Eric não ofereceu informações sobre o preço do Nano X, mas garantiu que, quando for colocado à venda, o preço do Nano S cairá. Atualmente o aparelho, que já vendeu mais de 1,3 milhão de unidades, tem um preço de US$ 69,99.

O novo dispositivo também possui outras vantagens. Tem uma tela ligeiramente maior, por exemplo. O que é importante porque a abordagem de segurança do Ledger exige que muitas ações sejam executadas no próprio dispositivo de hardware. "É um aparelho mais avançado", comentou Eric.

O aplicativo móvel Ledger Live estará disponível no Google Play e no iTunes a partir da próxima quarta, 16, de acordo com a Ledger.

 

MUITAS APLICAÇÕES

O produto recém-lançado também tem muito mais memória. Esse aspecto pode não parecer tão importante para uma carteira de hardware, afinal trata-se de armazenar pares de chaves privadas públicas para cada criptomoeda que um usuário possui.

No entanto, não é bem assim. Acontece que, como os novos tokens tornam todo o ecossistema criptográfico mais complexo, torna-se necessário que diferentes programas de computador interajam com diversos protocolos. Para manter os altos padrões de segurança da Ledger, a empresa tomou a decisão de que cada protocolo deve ter seu próprio aplicativo para enviar e receber moedas.

 

"Temos muitos desenvolvedores de terceiros que estão elaborando aplicativos. Queremos ter certeza de que esses aplicativos só podem assinar transações com sua própria chave privada", disse Eric.

 

Isso tem um benefício adicional, pois significa que um usuário com um aplicativo aberto não pode assinar acidentalmente uma transação com o protocolo incorreto, conforme explicou o CEO.

O Ledger Nano X pode armazenar as aplicações de até 100 ativos criptográficos, o que quer dizer um aumento de seis vezes mais do que o Nano S.