IBM FAZ ACORDO DE BLOCKCHAIN EM TODO O PAÍS COM OS FUNCIONÁRIOS DA CORTE COMERCIAL DA FRANÇA

IBM FAZ ACORDO DE BLOCKCHAIN EM TODO O PAÍS COM OS FUNCIONÁRIOS DA CORTE COMERCIAL DA FRANÇA

Funcionários judiciais em toda a França logo registrarão mudanças no status legal das empresas em um blockchain da Hyperledger construído pela International Business Machines (IBM).

Conforme informou a empresa norte-americana hoje, 14, o projeto do Conselho Nacional de Funcionários (NCC, na sigla em inglês) já passou por testes envolvendo quatro trabalhadores judiciais e fornecedores de TI e o sistema deve entrar em produção em larga escala no primeiro semestre de 2019. O objetivo é permitir que os funcionários em tribunais comerciais que mantêm o Registro de Comércio e Empresas do país, executem seu trabalho melhor e mais rápido.

Os colaboradores usarão o sistema para compartilhar informações regulamentares sobre as dificuldades que as empresas enfrentam, bem como mudanças em seu status, como uma transferência de escritório no qual uma empresa está registrada, alterações de nome e novas aberturas de filiais. Quando esse conteúdo precisa ser atualizado, o processo pode envolver várias regiões, para que os registros locais precisem se coordenar, e é aqui que a “única fonte de verdade” oferecida pela tecnologia blockchain pode ajudar.

Em um piloto, a IBM disse que fazer uma atualização no registro levou um dia ao invés de vários. Ao mesmo tempo em que aumenta a velocidade e a transparência do sistema, a tecnologia também pode tornar o Registro Comercial e Corporativo Francês um líder tecnológico na União Européia, conforme acredita a empresa.

 

"Esta iniciativa é a primeira no setor de justiça na França e é um exemplo perfeito do papel da blockchain em ajudar as profissões regulamentadas à medida que elas se transformam. As qualidades da Blockchain são ideais para esse uso, melhorando os processos de negócios dos funcionários e adaptando-se à natureza em constante mudança de suas missões", disse Vincent Fournier, gerente sênior de blockchain da IBM France em um comunicado à imprensa.

 

Sophie Jonval, presidente do NCC, disse que o projeto responde às "expectativas e exigências do mundo econômico multipolar e interconectado de hoje", acrescentando:

 

“Devemos ser pragmáticos e na vanguarda do progresso de uma tecnologia como blockchain. Este último representa uma grande tecnologia potencial para a nossa profissão e para a modernização das ferramentas da Justiça Comercial, refletindo nosso status, nossa missão e nossas regras profissionais”.