GOOGLE ESTÁ TRABALHANDO EM UM MECANISMO DE BUSCA PARA BLOCKCHAIN

GOOGLE ESTÁ TRABALHANDO EM UM MECANISMO DE BUSCA PARA BLOCKCHAIN

A empresa operadora de um dos mecanismos de busca mais usados em todo o mundo, o Google, anunciou que está trabalhando em um novo mecanismo de busca Blockchain, antecipando uma alta demanda por esse serviço para o futuro da indústria.

De acordo com relatórios publicados por várias agências de notícias, o Google estava executando o projeto em segredo, pois este poderia ser um marco da sua entrada formal no ecossistema Blockchain. O responsável pelo novo "produto" é Allen Day, desenvolvedor sênior do Google Cloud.  

Enquanto isso, outras empresas como Microsoft e Amazon já possuem alguma experiência nesta linha de trabalho e, por isso, estão elaborando seus próprios sistemas baseados na tecnologia descentralizada.

SOBRE O BLOCKCHAIN ETL

Allen e sua equipe têm experiência na plataforma de Big Data do Google, o BigQuery. Ele e seus colegas estavam inserindo dados das redes Bitcoin e Ethereum para desenvolver mecanismos de navegação e analisá-los. Como resultado, criaram um conjunto de ferramentas sofisticadas que podem ser usadas para procurar essas informações armazenadas em redes de blocos.

O novo mecanismo de pesquisa é conhecido como Blockchain ETL (Extrair, Transformar, Carregar) e várias equipes de desenvolvedores já utilizaram uma primeira versão para trabalhar em seus próprios projetos.

Além de analisar dados brutos, Allen também disse que este produto usa ferramentas de Inteligência Artificial (AI), o que funciona para monitorar o comportamento de bots que operam em redes como a Ethereum. Segundo o programador, tal aspecto tem muita relevância, pois ajuda a determinar se as trocas utilizam esse tipo de software para manipular artificialmente os preços das moedas, com o que é possível evitar que esses atos continuem a afetar negativamente a indústria. Ele comentou:

 

"No futuro, mobilizar uma quantidade maior de capital através de uma rede Blockchain não implica apenas confiança nos mecanismos de consenso. Também será necessário confiar de alguma forma nas pessoas com quem se interage".

 

CARREGANDO REDES DE BLOCKCHAIN

Embora essa etapa da equipe do Google seja importante para o setor em geral, a Amazon já tem um caminho certo depois de lançar um conjunto de ferramentas para criar e gerenciar redes de blocos. Por outro lado, a Microsoft tem muito mais experiência do que as empresas acima mencionadas, desde que começou a trabalhar com o Azure em 2015 (originalmente baseado no Ethereum), e já possui "instrumentos" de análise muito sofisticadas.

Em termos de receita, a Amazon registrou mais de US$ 27 bilhões em serviços baseados em nuvem durante 2018, enquanto a Microsoft faturou mais de US$ 10 bilhões. O Google ficou muito "preso" porque registrou apenas US$ 3 bilhões em lucros.

De acordo com o CEO da BlockApps, Kieren James, a gigante plataforma de buscas não está agindo de forma agressiva dentro desse ecossistema, o que não é bem sucedido apesar de ter muitos recursos.

No entanto, isso pode mudar a médio prazo, já que Allen garantiu que o Blockchain ETL incorporará informações das redes Litecoin, ZCash, Dash, Bitcoin Cash, Ethereum Classic e Dogecoin em breve. E acrescentou:

 

"Estou muito interessado em quantificar tudo o que está acontecendo, para que possamos ver onde estão os casos de uso legítimos do Blockchain. Então, podemos passar para a próxima etapa e desenvolver novos produtos que estejam mais de acordo com a natureza dessa tecnologia", disse.