EMPRESAS DE OHIO AGORA PODEM PAGAR IMPOSTOS COM BITCOIN

EMPRESAS DE OHIO AGORA PODEM PAGAR IMPOSTOS COM BITCOIN

Ohio se tornará o primeiro estado dos EUA a aceitar oficialmente os pagamentos de impostos em bitcoin. A partir desta semana, as empresas que planejam fazer acordos para quitar suas "taxas" corporativas com a criptomoeda, podem visitar o OhioCrypto.com e se registrar para pagá-las ao governo em BTC.

O poder executivo estadual fez uma parceria com o processador de pagamento de criptografia BitPay para lidar com o pagamento em moeda digital e conversão em dólares para o escritório de impostos.

A ideia nasceu com o atual tesoureiro do estado, Josh Mandel, que vê a aceitação da criptomoeda como uma ótima maneira de mudar o status do Buckeye, permitindo inovações tecnológicas. O bitcoin tem sido usado para fins especulativos na maioria dos casos nos EUA, já que não é aplicado como forma de pagamento de bens e serviços por vários motivos. Uma das principais razões para isso é a grande volatilidade dos preços, que deixa muitos comerciantes nervosos em aceitá-la - embora isso geralmente não seja algo com o qual eles deveriam se preocupar ao usar um processador de pagamentos como o BitPay ou o Coinbase.

Mandel, que está interessado em bitcoin desde que foi nomeado em 2011, disse que vê a criptomoeda emblemática "como uma forma legítima de moeda".

Embora a ação de Ohio não influencie muito para "afetar" a queda livre das criptocorrências no momento, ainda é uma vitória para o bitcoin e uma forma de aprovação do governo, que a criptomoeda está faltando nos Estados Unidos.

Jerry Brito, diretor do Coin Center - uma empresa de pesquisa de cripto e lobby - declarou acreditar que uma instituição do governo como o Tesouro do Estado aceitando pagamentos de impostos em BTC "envia uma mensagem de que bitcoin é uma tecnologia que pode ser usada por qualquer pessoa - por vilões, mas também pelo governo”.

Outros estados nos EUA que consideraram os pagamentos de bitcoin por impostos incluem Arizona, Geórgia e Illinois, mas os projetos de lei enfrentaram resistência no nível legislativo.

No início deste mês, o Great Lakes Science Center, com sede em Ohio, anunciou sua decisão de aceitar pagamentos em bitcoin, uma medida que o museu espera que ajude a desenvolver a indústria de blockchain.