EMISSÃO DE MOEDA DIGITAL REPRESENTA UM RISCO FINANCEIRO, DIZ RELATÓRIO DO BANCO CENTRAL SUL-COREANO

EMISSÃO DE MOEDA DIGITAL REPRESENTA UM RISCO FINANCEIRO, DIZ RELATÓRIO DO BANCO CENTRAL SUL-COREANO

O Banco da Coreia do Sul (BoK) publicou um estudo esta semana, que esboçou como a emissão de uma CBDC (a criptografia nacional emitida pelo banco central de um país) poderia afetar a liquidez das instituições financeiras comerciais.

Nesta pesquisa, o BoK descobriu que, se o público pudesse acessar diretamente uma moeda digital, a demanda de depósitos de bancos comerciais ou reservas poderia ser reduzida, o que geraria um déficit de caixa.

Desta forma, tal circunstância poderia forçá-los a compensar aumentando as taxas de juros dos empréstimos, conforme explica o relatório:

 

"Isso tem efeitos negativos sobre a estabilidade financeira, o que aumenta a probabilidade de pânico bancário no qual os bancos comerciais não têm reservas de caixa para pagar os depositantes".

 

ESTABILIDADE FINANCEIRA

O co-autor do estudo, Kwon Oh-Ik, comentou que, se um CBDC é emitido, "medidas complementares devem ser tomadas para que eles não afetem negativamente a estabilidade financeira".

Em junho de 2018, o Banco Central sul-coreano declarou que a emissão de uma CBDC poderia representar um "risco moral" ao afetar adversamente a política monetária e desestabilizar a economia.

O Banco de Compensações Internacionais (BIS) também alertou no ano passado que se um banco central de qualquer país está procurando desenvolver e lançar um CBDC, deve primeiro "pesar cuidadosamente" as implicações de fazê-lo, especialmente em relação à política monetária e estabilidade econômica geral.

CBCD: ALTERNATIVA PARA REDUZIR A DEMANDA POR DINHEIRO

Por outro lado, Christine Lagarde, diretora administrativa e presidente do Fundo Monetário Internacional (FMI), encorajou a "exploração" da CBDC à luz do declínio da demanda por dinheiro e da crescente preferência pela moeda digital.

Um relatório de pesquisa da IBM conduzido em novembro do ano passado constatou que a maioria dos bancos centrais pesquisados acredita que deveriam emitir uma CBDC por atacado, embora não tivessem certeza se a Blockchain poderia fornecer benefícios de custo e eficiência suficientes.

Finalmente, um estudo recente do Banco de Compensações Internacionais consultou 63 entidades bancárias centrais em todo o mundo e revelou que a maioria está realizando pesquisas sobre a possibilidade de criar CBDCs, mas muito poucos têm qualquer intenção específica de emiti-los.