DEPARTAMENTO DE ENERGIA DOS EUA FINANCIARÁ PROJETOS DE PESQUISA EM BLOCKCHAIN

DEPARTAMENTO DE ENERGIA DOS EUA FINANCIARÁ PROJETOS DE PESQUISA EM BLOCKCHAIN

O Departamento de Energia dos EUA anunciou um financiamento federal de até US$ 4,8 milhões para universidades que trabalham em projetos de pesquisa e desenvolvimento, incluindo aqueles relacionados ao Blockchain.

Este órgão anunciou que o financiamento será disponibilizado através do setor de Energia Fóssil do departamento como parte da iniciativa "Treinamento e Pesquisa Universitária", cujo objetivo é desenvolver aplicações de energia fóssil.

Nesse sentido, a repartição comentou que os projetos no âmbito desta iniciativa visam alcançar vários objetivos, incluindo o desenvolvimento de tecnologias nas fases iniciais para obter recursos energéticos locais mais acessíveis e melhores redes elétricas.

Uma das áreas em particular para as quais o financiamento é direcionado é a tecnologia Blockchain, que "garantiria dados de sinais de processo e outros fluxos de informação dentro de redes de sensores distribuídos para sistemas de geração de energia fóssil".

OUTROS PROJETOS

Outros projetos potenciais que não incluem necessariamente Blockchain são aqueles que explorarão recursos computacionais avançados para usinas a carvão para gerar resultados analíticos, melhorar os processos de reutilização de água e investigar ciências físicas e biológicas para medir elementos químicos dentro da cinza volante de carvão.

Além disso, o órgão acrescentou que financia projetos de pesquisa e desenvolvimento para reduzir o "risco e custo" de tecnologias avançadas de energia baseadas em combustíveis fósseis e fazer um uso mais sustentável desses recursos nos EUA.

Na verdade, esta não é a primeira vez que o departamento procura explorar o Blockchain para realizar melhorias tecnológicas.

Em janeiro do ano passado, fez parceria com a BlockCypher para desenvolver soluções que permitissem a liquidação de transações de energia em várias cadeias de blocos. Da mesma forma, em julho de 2018, o setor concedeu uma subvenção de quase um milhão de dólares para a Grid7 - uma startup Blockchain sediada no Colorado (EUA) - num movimento destinado a promover o desenvolvimento de uma rede descentralizada de energia.