CIDADE DE DENVER, NOS EUA, VAI IMPLEMENTAR UM APLICATIVO DE VOTAÇÃO BLOCKCHAIN NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

CIDADE DE DENVER, NOS EUA, VAI IMPLEMENTAR UM APLICATIVO DE VOTAÇÃO BLOCKCHAIN NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

A tecnologia blockchain já vem sendo aplicada por diversos países em diferentes momentos para otimizar e aperfeiçoar o sistema de votos em eleições. Agora, é a vez de Denver, no Colorado (EUA) fazer exatamente isso.

Hoje, 7, a cidade norte-americana anunciou que implementará um programa piloto para permitir que eleitores no exterior, militares e seus dependentes elegíveis votem usando um aplicativo de smartphone baseado em blockchain em colaboração com Tusk Philantropies e Voatz.

A tecnologia da Voatz já foi aplicada na Virgínia Ocidental, onde militares da ativa usaram o software durante as eleições primárias e gerais do estado em 2018.

Desde o seu lançamento, a startup apoiada pela Overstock já realizou mais de 30 pilotos de sucesso, com mais de 15.000 votos em sua maior eleição até o momento.

Em um comunicado, Jocelyn Bucaro, vice-diretor de eleições do Escritório de Escriturários e Registradores de Denver, disse que a Divisão de Eleições do estado é conhecida por tornar a votação um processo mais fácil e transparente para os indivíduos por meio da tecnologia:

 

"Participar deste programa piloto se encaixa perfeitamente em nossa missão. Acreditamos que esta tecnologia tem o potencial de tornar o voto mais fácil e seguro não apenas para nossos cidadãos militares e estrangeiros, mas também para eleitores com deficiências, que poderiam potencialmente votar de forma independente e privada usando a tecnologia assistiva de seus telefones".

 

Para participar, os eleitores qualificados devem apresentar uma solicitação de cédula ausente e concluir um processo de autenticação por meio do aplicativo móvel Voatz. Se aprovados, poderão enviar sua cédula entre 23 de março e 7 de maio, dia da eleição de Denver.

Usar o aplicativo significa que os eleitores podem evitar ter que imprimir e escanear a papelada de que precisariam se arquivarem as cédulas normais ausentes. Além disso, os eles poderão ainda confirmar se a cédula foi registrada, uma característica que as cédulas tradicionais ausentes geralmente não possuem.

O Centro Nacional de Cibersegurança (NCC), que também participa do projeto piloto, está "animado em fazer parceria com a Prefeitura de Denver, Voatz e Tusk Philanthropies", conforme comentou o CEO da NCC, Vance Brown.

 

"Esta parceria público-privada mostra como a promoção de tecnologias inovadoras, como o voto móvel baseado em blockchain, protege contra ataques cibernéticos que afetam negativamente nosso mundo. A aplicação da blockchain em nosso sistema eleitoral proporciona uma contagem segura, auditável, transparente e precisa das cédulas e a integridade aumentada de nosso sistema eleitoral. Os EUA podem ver um uso mais regular dessa tecnologia caso ela se mostre eficaz", disse Brown.