CEO DO TWITTER, JACK DORSEY, DIZ COMPRAR CERCA DE US$ 10.000 EM BITCOIN SEMANALMENTE

CEO DO TWITTER, JACK DORSEY, DIZ COMPRAR CERCA DE US$ 10.000 EM BITCOIN SEMANALMENTE

Nas últimas semanas, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, tornou-se uma das pessoas mais influentes no ecossistema das criptomoedas, especialmente no que se refere ao Bitcoin, já que suas declarações em favor da adoção da moeda digital tanto na rede social quanto em outras áreas geraram muita expectativa entre os entusiastas do setor.

Além de se pronunciar em diferentes oportunidades em favor do uso dos criptoativos, ele também indicou que frequentemente investe em Bitcoin e que atualmente possui um capital importante nos saldos do BTC.

INVESTINDO EM BITCOIN

Embora esteja claro que Dorsey é um entusiasta com respeito ao Bitcoin, ele ainda não especificou até que ponto parte de sua riqueza pessoal foi investida na criptomoeda.

Durante uma entrevista recente, o CEO do Twitter disse que tem "bitcoin suficiente, não mais, não menos" e compartilhou com as pessoas alguns dados associados à sua estratégia de investimento. Ele então comentou durante o programa televisivo "Tales From The Crypt" que comprou US$ 10.000 equivalentes a cerca de 2.7 BTC, assegurando que pode fazer isso semanalmente.

Caso Dorsey permaneça firme nesses planos, isso resultaria em um investimento anual de cerca de US$ 520.000 em saldos de Bitcoin - isso supondo que a moeda digital seja apenas comprada e haja um investimento de cerca de US$ 10.000 por semana.

Embora esse número não seja muito grande em comparação com os investimentos feitos por outras pessoas influentes no ecossistema BTC, isso mostra que o CEO do Twitter está acumulando saldos de longo prazo, se preparando para um eventual aumento no valor da criptomoeda.

No entanto, não é estranho que Dorsey invista parte de seu capital em saldos de Bitcoins, já que durante outra entrevista ele declarou ter muita fé no criptoativo por ser precisamente a primeira moeda projetada para a Internet:

 

"A Internet sempre quis ter sua própria moeda, mas ninguém contava há 10 anos com a tecnologia necessária para isso (princípios adequados, pessoas abertas à adoção e investidores)", disse.