CEO DA BINANCE DIZ QUE A AMAZON PRECISARÁ EMITIR UMA CRIPTOMOEDA PRÓPRIA

CEO DA BINANCE DIZ QUE A AMAZON PRECISARÁ EMITIR UMA CRIPTOMOEDA PRÓPRIA

A Amazon precisará criar uma criptomoeda própria para dar continuidade aos seus negócios. Esse foi o posicionamento demonstrando por Changpeng Zhao, CEO da Binance, uma das maiores exchanges de criptografia do mundo.

As declarações de Zhao foram feitas no Twitter em uma série de postagens nas quais ele questiona a resistência por parte de algumas grandes empresas de comércio eletrônico em adotar os criptoativos como forma de pagamento, ressaltando seus benefícios para ambas as partes: consumidores e varejistas.

 

"Para qualquer negócio baseado na Internet (não físico), não entendo por que alguém não aceitaria criptomoedas para pagamentos. É mais fácil, mais rápido e mais barato integrar-se do que os gateways de pagamento tradicionais. Menos papelada. E atinge mais efetivamente todo o mundo”, declarou.

 

O CEO ainda acrescentou uma frase final depois, ao responder um de seus seguidores:

 

"A Amazon terá que emitir uma criptomoeda mais cedo ou mais tarde"

 

ALGUNS INDÍCIOS

Os primeiros indícios de que a Amazon pode seguir por esse caminho de adoção de ativos digitais incluem patentes obtidas no ano passado por subsidiárias do varejo de criptografia sediadas em Seattle e soluções de armazenamento de dados distribuídos bem como um mercado de dados que analistas dizem poder ser usado para integrar pagamentos com criptomoedas na vasta plataforma de compras da Amazon.

POR QUE A AMAZON AINDA NÃO ADOTOU AS CRIPTOMOEDAS?

Desde 2014, a Amazon reluta em incluir o Bitcoin como alternativa de pagamento em sua plataforma, argumentando que não há uma demanda suficiente por parte de seus consumidores. Entretanto, a empresa também não se posicionou nos momentos em que foi questionada sobre a possibilidade de integração da criptomoeda caso houvesse essa procura dos clientes.

Caso a Amazon siga pelo caminho de emitir sua própria criptomoeda, como Zhou afirmou ser inevitável, essa seria outra grande "jogada" para a empresa, que fez de seu fundador e CEO o homem mais rico do mundo, porque ao longo de sua história ele aproveitou todas as competências desenvolvidas pela plataforma para empreendimentos cada vez mais ambiciosos.