BOLSA DE VALORES DE NOVA YORK PREVÊ GASTOS DE MAIS DE US$ 20 MILHÕES NA CONSTRUÇÃO DA BAKKT ESTE ANO

BOLSA DE VALORES DE NOVA YORK PREVÊ GASTOS DE MAIS DE US$ 20 MILHÕES NA CONSTRUÇÃO DA BAKKT ESTE ANO

A Intercontinental Exchange (ICE), empresa controladora da Bolsa de Nova York, estima que este ano gastará mais de US$ 20 milhões no desenvolvimento da Bakkt, sua plataforma de negociação e custódia de futuros de Bitcoin.

Em uma informação de investimento no quarto trimestre de 2018, em fevereiro, Scott Hill, diretor financeiro da ICE, comentou que a Bakkt vai gerar entre US$ 20 e US$ 25 milhões das despesas estimadas pela empresa para o ano fiscal de 2019 .

A SITUAÇÃO DA BAKKT

A estimativa vem seis semanas depois que a Bakkt anunciou uma arrecadação de US$ 182 milhões por sua tentativa de implementar a plataforma comercial com aprovação regulatória. No entanto, o lançamento da plataforma foi adiado duas vezes, uma situação exacerbada pela natureza temporária do atual governo dos Estados Unidos, uma vez que precisa obter uma "luz verde" da Commodity Futures Trading Commission.

UMA APOSTA MEIO LOUCA

Jeff Sprecher, CEO da ICE, disse que o investimento da empresa na Bakkt é "uma aposta meio louca" e não é um produto típico da Exchange.

No entanto, a infraestrutura da plataforma atraiu algumas empresas "muito, muito interessantes" para investimentos, como o fundo de risco da Microsoft e da Starbucks.

Sprecher continuou afirmando que espera que a Bakkt faça outras rodadas de financiamento no futuro. Além disso, ele acrescentou ainda que, atualmente, a plataforma é uma empresa separada, que tem o ICE como o maior investidor, mas pode ser completamente dissociada em um estágio posterior.

LANÇAMENTO DA BAKKT EM SUSPENSE

O CEO da ICE foi mais uma vez bastante vago sobre o cronograma de lançamento da Bakkt, e apenas comentou que os usuários poderiam esperar vê-lo "até o final deste ano".

Aproveitando a imprecisão da data de lançamento da Bakkt, na semana passada, os golpistas tentaram usar o nome Bakkt para enganar os usuários para remover os saldos do Bitcoin. Eles enviaram e-mails alegando que a plataforma vai ser lançada em 12 de março e realizar outra rodada de financiamento para arrecadar US$ 50 milhões. Os criminosos pediram que potenciais investidores se registrassem e enviassem criptos para um site falso da Bakkt que não tem associação oficial com a plataforma.