AGÊNCIA DE SERVIÇOS FINANCEIROS DO JAPÃO NEGA INTERESSE EM APROVAÇÃO DE ETFs DE BITCOIN

AGÊNCIA DE SERVIÇOS FINANCEIROS DO JAPÃO NEGA INTERESSE EM APROVAÇÃO  DE ETFs DE BITCOIN

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA, na sigla em inglês) negou que tenha interesse em permitir os fundos negociados em bolsa (ETFs) do Bitcoin (BTC). O esclarecimento foi feito após a "Cointelegraph Japan" ter entrado em contato com o órgão questionando o assunto.

Como o BTC Brasil informou, a Bloomberg publicou recentemente um relatório contando que a FSA estava considerando aprovar ETFs que rastreiam ativos digitais, citando uma pessoa "familiarizada" com o tema. No entanto, os representantes do regulador japonês esclareceram a situação e refutaram as alegações feitas pela agência de notícias norte-americana.

 

"Neste momento, não estamos explorando uma aprovação de ETFs com base em ativos de criptografia".

 

A equipe da FSA também relatou não saber quem é a fonte anônima "interada no assunto" citada pelo relatório da Bloomberg.

Em dezembro do ano passado, houveram notícias de que a agência estava considerando nomear as criptomoedas numa nova categoria legal - chamada de "criptoativos" -, pois, desta forma, o poder executivo supostamente "espera que os comerciantes não comprem mais [criptomoedas] acreditando que elas são legais e reconhecidas pelo governo" .

Na época, um painel consultivo da FSA elaborou um relatório solicitando a mudança do termo “moeda virtual” para evitar essa confusão.