5 EXEMPLOS DE SMARTPHONES COM INTEGRAÇÃO DE MOEDAS CRIPTOGRÁFICAS

5 EXEMPLOS DE SMARTPHONES COM INTEGRAÇÃO DE MOEDAS CRIPTOGRÁFICAS

As criptomoedas e a tecnologia blockchain estão se tornando cada vez mais integradas como parte das características dos smartphones, além das múltiplas aplicações que facilitam seu uso em telefones celulares.

Esta é uma nova tendência que está crescendo nos últimos meses e que faz com que as funções relacionadas aos criptoativos se tornem propriedades nativas da telefonia móvel atual. Embora as informações circulem desde 2018, esses primeiros meses de 2019 foram caracterizados principalmente pela grande quantidade de notícias relacionadas a blockchain e smartphones.

ELECTRONEUM M1

A empresa britânica por trás da criptomoeda Electroneum (ETN) anunciou esta semana seu próprio smartphone, chamado Electroneum M1.

O celular é equipado com o sistema operacional Android 8.1 GO Edition e custará US$ 80. O Electroneum garante que os usuários possam receber até 3 dólares por mês, o equivalente em ETN, para realizar a mineração criptoativa usando o aplicativo.

A estratégia da empresa tem como alvo o mercado de países em desenvolvimento, onde existe o potencial de atrair novos usuários de smartphones.

SAMSUNG GALAXY S10

A empresa de eletrônicos Samsung confirmou recentemente que os smartphones da série Galaxy S10 incluirão uma carteira fria para o armazenamento de criptomoedas.

Desta forma, os dispositivos Galaxy S10, S10 + e S10e terão hardware de armazenamento criptográfico chamado Samsung Knox. A bolsa armazenará criptomoedas e gerenciará as chaves privadas do usuário, sem uma conexão com a Internet. Embora a empresa não o diga, vários relatórios afirmam que a carteira teria a capacidade de armazenar bitcoin, bitcoin cash, ethereum e tokens ERC-20.

Os preços variam entre US $ 749 e US $ 999.

XPHONE DE PUNDI X

No início deste ano, a Pundi X apresentou um protótipo do XPhone, um aparelho projetado para ser usado como um celular Android, mas baseado na tecnologia blockchain. O telefone foi anunciado pela primeira vez em outubro de 2018, mas o lançamento oficial está previsto para o terceiro trimestre de 2019.

O dispositivo permitirá que você faça chamadas ou envie mensagens de texto usando a própria cadeia de blocos que o Pundi X criou, chamado "f (x)" (Função de X). Esta plataforma visa fornecer melhor escalabilidade e facilidade de implantação para aplicativos descentralizados (dApps).

Embora a Pundi X não tenha sido muito explícita sobre os detalhes que o XPhone terá, a empresa explicou que o smartphone funcionará como um nó, com seu próprio endereço e sua chave privada correspondente vinculada ao nome do nó.

Todas as propriedades do XPhone, como conexão com a Internet, armazenamento de dados e cálculos, serão executadas na cadeia de caracteres X Function.

HTC EXODUS1

Em dezembro do ano passado, a empresa de tecnologia HTC Corporation lançou o Exodus1, um dispositivo criado para proteger as criptomoedas como bitcoin, ether ou litecoin.

O celular se destaca porque as chaves privadas dos usuários são mantidas no telefone. Segundo o criador do Litecoin, Charlie Lee, a equipe terá um preço de 19,84 LTC.

O aparelho foi desenvolvido para fornecer acesso fácil às criptomoedas, enquanto oferece ao usuário um gerenciamento seguro de seus próprios fundos. Também possui um sistema para recuperar chaves privadas chamado Social Key Recovery, que consiste em distribuir a chave entre vários contatos determinados pelo usuário. Esses contatos terão que baixar um aplicativo de manutenção de chave para realizar o backup.

FINNEY DA SIRIN LABS

Em novembro de 2018, a Sirin Labs iniciou a pré-venda de seu smartphone FINNEY, avaliado em US$ 999, que pode ser encomendado usando seu token SRN nativo, por meio de seu site.

A proposta da Sirin Labs é levar ao mercado um smartphone que fecha a lacuna entre "a economia blockchain e o mercado de massa", integrando um portfólio frio de criptomoedas integrado a um serviço exclusivo de conversão de token, que não está relacionado a residências de mudança.

A FINNEY também incorpora um centro de downloads para aplicativos descentralizados (Dapps), no qual os principais dapps do ecossistema de bitcoiner, como CryptoKitties e Ethermons, entre outros, devem estar presentes.