2019 TRARÁ MAIOR INVESTIMENTO INSTITUCIONAL AO ECOSSISTEMA CRIPTO, DIZ PWC

2019 TRARÁ MAIOR INVESTIMENTO INSTITUCIONAL AO ECOSSISTEMA CRIPTO, DIZ PWC

A renomada empresa de serviços profissionais de consultoria, auditoria e assessoria jurídica, a PwC (PriceWaterhouseCoopers), prevê que 2019 será um ano de "coisas interessantes" para o ecossistema de criptografia. O anúncio foi feito por Henri Arslanian, executivo de tecnologia financeira da empresa para a China e Hong Kong, que presume que nos próximos 12 meses ocorrerá uma onda de investimentos institucionais e maior clareza na regulamentação.

O porta-voz da PwC indicou que os grandes investidores dariam um impulso ao setor no próximo ano, o que se traduz numa injeção de capital que ainda não foi estimada pela multinacional. Durante seu discurso, o executivo apontou o seguinte:

"Acho que há muitas coisas interessantes que o ecossistema de criptografia está esperando para 2019. Uma delas é realmente a entrada de atores institucionais. (...) Em 2018, vimos que muitos dos grandes bancos entraram nesse espaço e, em 2019, espero que muitos outros também entrem de maneiras diferentes".

 

INJEÇÃO DE CAPITAL

No que seriam as maneiras pelas quais as grandes capitais levariam para alocar fundos para o ecossistema, Arslanian enfatizou que existem várias alternativas. Uma delas é a criação de empresas dedicadas exclusivamente ao setor e, a título de exemplo, o movimento da organização financeira Fidelity - que oferecerá serviços de gerenciamento e custódia de criptoativos para instituições através de sua subsidiária Fidelity Digital Assets.

Outros caminhos disponíveis podem ser novas parcerias entre empresas e startups que já "fazem a vida" no ecossistema. Uma terceira via seria o investimento direto em instituições relacionadas a criptomoedas. Nesta seção, Arslanian mencionou o caso do banco Goldman Sachs que investiu na rodada de financiamento do Circle Internet Financial.

Com este cenário em mente para 2019, o executivo ressaltou: "isso é muito bom porque vai trazer o nível de expertise e experiência institucional para o setor, que é algo que a indústria de criptografia precisa".

Em relação a quais seriam os elementos que impulsionariam os investimentos institucionais, Arslanian indicou que maior clareza regulatória será o combustível para movimentar recursos nessa direção. A empresa também analisa de perto o potencial de crescimento em tokens de ações e fichas ancoradas nas moedas nacionais.

A PwC gradualmente se aproximou do ecossistema de criptografia. No final de outubro, a empresa anunciou que havia incorporado cerca de 400 funcionários para oferecer serviços de consultoria em criptografia. Em agosto deste ano, um estudo da organização revelou que havia um interesse em escala global para saber mais sobre a tecnologia relacionada aos criptoativos.